IAG Saúde participa de evento voltado para o cuidado com o paciente



 

“Programa de alta segura, um caminho para redução das reinternações por recaída” foi tema de trabalho selecionado para o VI Fórum sobre Segurança do Paciente.

 

O Instituto para Práticas Seguras no Uso de Medicamentos realizou nos dias 03 e 04 de agosto, em Belo Horizonte, o VI Fórum Internacional sobre Segurança do Paciente - Erros de Medicação com o objetivo de discutir os desafios globais da segurança do paciente. O evento contou a participação das consultoras do IAG Saúde, Luna Cosenza e Priscila Faria, que apresentaram o programa de Alta Segura aos participantes presentes.

 

O encontro foi a oportunidade de divulgar o conceito e os benefícios do programa para parceiros e profissionais da saúde. “O Fórum Internacional contou com a presença de representantes de diversas instituições e foi uma oportunidade de mostrarmos o quanto que o processo de Alta Segura contribui para a segurança do paciente e sustentabilidade de hospitais e operadoras de saúde”, aponta Luna Cosenza. O Alta Segura possibilita segurança a toda equipe interdisciplinar na prestação de uma assistência segura, alcançando melhores resultados para a instituição e sobretudo para o paciente.

 

 


Priscila Faria e Luna Cosenza, Consultoras do IAG Saúde e co-autoras do trabalho

 

 

SOBRE O TRABALHO


As reinternações não programadas em até 30 dias refletem a qualidade assistencial e a integração de um sistema de saúde. Essas readmissões são determinadas em grande parte por falhas no planejamento da alta e/ou na continuidade da assistência no pós-alta. A sua ocorrência determina um maior consumo de recursos do sistema de saúde e exposição do paciente a riscos preveníveis.

 

O objetivo do trabalho, de autoria de Renato Couto, Ana Cláudia Abreu, Daniele Guedes, Luna Cosenza e Priscila Faria foi descrever o impacto das reinternações por recaída (com complicações ou com mesmo problema clínico que levou à internação anterior) no consumo de leitos hospitalares e na mortalidade intra-hospitalar potencialmente evitável.

 

 

Você gostaria de entender melhor a metodologia do trabalho e o programa de Alta Segura? Fale com a gente: iagsaude@iagsaude.com.br