DRG BRASIL - SIM

O DRG Brasil - SIM é uma metodologia sofisticada de compra de serviços, gerenciamento de custos e da qualidade assistencial-hospitalar, mundialmente aplicada, que permite a elaboração de pacotes ou produtos para a compra de serviços hospitalares - clínicos e cirúrgicos - tendo como base informações coletadas na internação de pacientes.

O DRG Brasil – SIM define em categorias os tratamentos hospitalares, a partir da combinação dos seguintes dados de pacientes: diagnóstico principal, comorbidades, idade e procedimentos.

 

O DRG BRASIL – SIM SE DESDOBRA EM 4 PRODUTOS PARA O SUS:

I) DRG Brasil - Compra de Serviços Hospitalares por Procedimentos Gerenciados (Pacotes)

Permite a criação de “pacotes DRG” para a compra de serviços hospitalares baseados na combinação das diversas condições clínicas, procedimentos e a idade de cada paciente. A metodologia contempla toda a variedade de “produtos hospitalares” superando os problemas do sistema convencional de AIH.

Ganhos:

• Previsibilidade da sinistralidade hospitalar pela compra de serviços através de “pacotes” clínicos e cirúrgicos;

• Gestão orçamentária baseada no perfil nosológico;

• Composição de procedimentos gerenciados para negociação com a rede prestadora;

• Redução da sinistralidade pelo uso de pacotes que estimulam a gestão de custos pela rede prestadora;

• Redução dos custos administrativos pela diminuição do sistema de controle de compra de serviços hospitalares;

• Redução da desconfiança e simplicidade de faturamento;

• Gestão de corpo clínico.

 

Através desse sistema é possível:

• Solicitar e autorizar a internação, de acordo com o tempo de permanência definido na categoria do DRG em que o paciente foi listado;

• Solicitar a prorrogação de internação, gerando informações relacionadas aos novos diagnósticos achados, permitindo reavaliar o tempo de internação definido para a categoria do DRG;

• Determinar o DRG de alta, que será a base de pagamento pelo “produto assistencial” entregue;

• Gerar a fatura hospitalar.

 

II) DRG Brasil - Programas de Promoção de Saúde e de Gerenciamento de Casos Complexos e Crônicos e Desospitalização

É um sistema de busca de pacientes elegíveis para o atendimento dos Programas de Gerenciamento de Doenças e Promoção da Saúde.

O software do DRG Brasil emite relatórios de todos os pacientes com códigos das doenças previamente definidas pelo Gestor SUS como situações clínicas elegíveis para integração aos Programas de Promoção de Saúde ou de Gerenciamento de Casos Complexos.

Por meio desses relatórios são identificados os pacientes que ainda não estão incluídos nesses programas, permitindo a criação de um sistema de busca ativa pelo Gestor do SUS.

 

Ganhos:

• Saber quais são os usuários que pertencem à população gravemente enferma;

• Saber quais são os problemas de saúde desta população, para que se possa planejar ações de gestão para melhoria dos níveis da saúde de casos complexos e crônicos;

• Saber quais pacientes internados ultrapassam o tempo previsto por sua condição clínica e se são elegíveis para a desospitalização;

• Controlar a efetividade dos programas implantados, tendo como base, principalmente, as recorrências de admissão hospitalar;

• Redução da sinistralidade pela construção de programas focados nas peculiaridades da população e controlados quanto à efetividade.

 

Através desse sistema é possível saber:

• Quais são os usuários de casos complexos e/ou crônicos admitidos na rede de prestadores de serviços hospitalares;

• Quais são os usuários elegíveis para os programas de desospitalização que se encontram internados na rede, utilizando o critério de tempo de permanência acima do esperado para a condição clínica a partir de referenciais nacionais e internacionais;

• Nosologia da população que se interna na rede e seus diversos segmentos;

• Custo por usurário;

• Custo por nosologia;

• Custo de toda a população-alvo;

• A efetividade dos programas de promoção de saúde, gerenciamento de casos complexos e crônicos e desospitalização incluindo as variações de custo e da ocorrência de reinternação.

 

III) DRG Brasil - Qualificação da Rede de Prestadores de Serviços

Através desse módulo, o software gera dados de desfechos clínicos ajustados para a condição clínica/cirúrgica de cada paciente ou de cada grupo de pacientes, por categoria de DRGs, tais como o tempo de permanência, as condições adquiridas no hospital e os custos hospitalares, permitindo intervenções de melhoria do processo assistencial e de avaliação de desempenho da rede prestadora, identificando o custo-efetividade entregue pela rede.

O Gestor tem como analisar as organizações de saúde quanto aos resultados e custo, verificando se um hospital de alto custo é realmente caro ou se atende pacientes mais complexos bem como se um hospital de baixo custo só alcança estes resultados porque seleciona casos de baixa complexidade.

 

Ganhos:

• Concentração dos serviços assistenciais nos prestadores mais efetivos (hospitais e médicos);

• Estruturação de um sistema de pagamento por resultados, baseado em dados e fatos reais;

• Compartilhamento com o prestador dos ganhos do aumento da efetividade assistencial que ele obtiver.

 

IV) DRG Brasil - Gestão de Risco Assistencial

Fornece os instrumentos para a gestão de risco assistencial hospitalar por meio da geração de dados de desfechos clínicos, ajustados para a condição clínica/cirúrgica de cada paciente. O resultado da gestão de risco pode ser monitorado através da permanência hospitalar, da situação à alta hospitalar (óbito ou não) e da ocorrência das condições adquiridas (iatrogenias).

Ganhos:

• Avaliação da efetividade de programas de segurança de assistência da rede hospitalar.

• Concentração dos serviços assistenciais nos hospitais mais seguros;

• Estruturação de um sistema de pagamento por segurança assistencial baseado em dados e fatos reais;

• Compartilhamento com o prestador dos ganhos do aumento da segurança que ele obtiver;

 

Através desse sistema é possível obter:

• Lista de iatrogenias, por prestador, por determinado período de tempo;

• Lista de DRG associados à ocorrência de iatrogenias;

• Impacto econômico das iatrogenias na conta hospitalar;

• Comparação da segurança dos prestadores hospitalares;

• Avaliação da efetividade dos programas de gestão de risco hospitalar da rede.

 

A METODOLOGIA DE IMPLANTAÇÃO DO DRG BRASIL - SIM

O DRG Brasil opera num software via web e possui um robusto banco estatístico que determina todas as categorias de DRGs. Fica hospedado em uma plataforma de computação em nuvem, utilizando uma infraestrutura reconhecida da Amazon Web Services (AWS), que possui inúmeras certificações de segurança.

Através do software do DRG Brasil se tem:

• DRG admissional e de alta dos pacientes;

• Autorização de internação e possível prorrogação;

• Relatórios gerenciais customizados, de acordo com as necessidades de cada instituição;

• Composição de preço para cada categoria de DRG para compra de serviços hospitalares;

• Relatórios com avaliação de desempenho de hospitais, médicos e equipes médicas em relação a permanência, complicações e óbitos – com comparação interna, nacional e internacional;

• Relatórios para gestão de casos de alto custo e crônicos;

• Relatórios do perfil nosológico da população;

• Exportação das variáveis para qualquer pacote estatístico (SPSS, EpiInfo, etc.)

 

Clique aqui para acessar o site próprio do DRG Brasil e saiba mais sobre o produto.