CUIDADO PRIMÁRIO, SECUNDÁRIO E DOMICILIAR - SIM

O PRODUTO

O cuidado primário, secundário e domiciliar são níveis de atenção com forte impacto nos níveis de saúde da população e, com isso, nos resultados econômicos das operadoras do sistema de saúde.

O CUIDADO PRIMÁRIO, SECUNDARIO E DOMICILIAR – SIM estabelece a intervenção precoce nas doenças, evitando sua progressão para as fases avançadas, complexas e de alto custo, melhorando os resultados assistenciais .

 

METODOLOGIA DE IMPLANTAÇÃO DO CUIDADO PRIMÁRIO, SECUNDÁRIO E DOMICILIAR – SIM

A implantação do CUIDADO PRIMÁRIO, SECUNDARIO E DOMICILIAR – SIM está associada à implementação do sistema de informação, que oferece as ferramentas necessárias ao efetivo gerenciamento dos programas de cuidado:

 

1. Um software, via web, acessível a todos os locais de atendimento, que fica hospedado em uma plataforma de computação em nuvem. Utiliza uma infraestrutura reconhecida da Amazon Web Services (AWS), que possui inúmeras certificações de segurança, dispensando recurso de TI local.

2. Sistema de agendamento de consultas e exames na web e/ou por call center.

3. Prescrição e solicitação eletrônicas de exames.

4. História clínica ambulatorial e domiciliar, prescrições e arquivamento de exames complementares de todos os pacientes em meio eletrônico, na web e acessível de qualquer local de assistência (consultório, domicílio, ambulância, hospital).

5. Resumo eletrônico de alta hospitalar integrado à informação ambulatorial, na web, acessível de qualquer local de assistência.

6. Dicionário de termos médicos, incluindo siglas, que permite a codificação de doenças pelo médico, facilitando a estruturação da informação.

7. História clínica estruturada, para as diversas condições de saúde e especialidades médicas, que facilitam a implantação de protocolos.

8. Compartilhamento da informação assistencial em todos os pontos de assistência, com segurança e preservação de dados.

9. Orientações padronizadas para as diversas condições de saúde, que facilitam a capacitação do paciente para o auto-cuidado.

10. Ferramentas gerenciais de saúde para avaliar o desempenho administrativo e assistencial do médico, e o impacto econômico e nos níveis de saúde das intervenções realizadas nos pacientes e em toda a população.