Especialização

Compartilhe


Acesso rápido aos links:

01. GESTÃO INTEGRADA DE QUALIDADE EM SAÚDE
02. DRG - GRUPOS DE DIAGNÓSTICOS RELACIONADOS: GOVERNANÇA CLÍNICA, GESTÃO DA QUALIDADE ASSISTENCIAL E CODIFICAÇÃO


01. Gestão Integrada da Qualidade em Saúde




APRESENTAÇÃO

Cada vez mais o mercado busca profissionais capacitados na implantação de estratégias que visam a melhoria contínua dos processos diretamente ligados a qualidade de seus produtos e serviços de forma integral, contemplando alguns aspectos como sustentabilidade, segurança, gestão de riscos, padronização de processos e satisfação do cliente.

Dessa forma, a Fundação Unimed desenvolveu o curso de Gestão Integrada da Qualidade em Saúde para proporcionar conhecimento de maneira diferenciada, totalmente a distância.

OBJETIVO

Qualificar os profissionais em especialistas da Gestão Integrada da Qualidade.

 

DIFERENCIAIS

• Especialização realizada totalmente em ambiente virtual, ideal para quem quer crescer em sua carreira com flexibilidade para estudar onde estiver, quando puder e com melhor relação custo benefício.

• Alunos do programa Qualifica Unimed têm carga horária reduzida em 40%;

• Corpo docente referência na área e ampla experiência no Sistema Unimed.​​

 

PÚBLICO-ALVO

Curso destinado a prestadores de serviços de saúde e para operadoras de saúde.

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO


Curso para profissionais que atuam em prestadoras de serviços de saúde (CARGA HORÁRIA TOTAL DE 360H)

- Ferramenta de gestão;

- Sistemas de Garantia da Qualidade;

- Gestão de Riscos e Melhorias Contínuas;

- Gestão de Macroprocessos Críticos;

- Acreditação pela Resolução Normativa ANS RN 277:2011:

Parte 1: a lógica do método e dimensões 1, 2 e 3.

Parte 2: dimensões 4, 5, 6 e 7.

- Correspondência e Integração entre RN 275 e RN 277;

- Gestão da Qualidade e Desempenho da Rede de Prestadores;

- Gestão de Programas de Gerenciamento de Doenças e Promoção da Saúde;

- Metodologia Científica;

- Encontro Presencial - Apresentação de TCC.

 

Curso para profissionais que atuam em operadoras de saúde (CARGA HORÁRIA TOTAL DE 360H)

- Ferramentas de Gestão (42h/a);

- Gestão Integrada da Qualidade de Operadora;

- Gestão de Riscos e Melhorias Contínuas;

- Acreditação pela Organização Nacional de Acreditação:

Parte 1: a lógica do método, os fundamentos em gestão em saúde e as dimensões da qualidade

Parte 2: seções, subseções, padrões e níveis;

- Correspondência e integração entre os requisitos da acreditação ONA e certificação ISO 9001;

- Governança Clínica e Relatórios de Desempenho Assistencial;

- Gestão Integrada de processo administrativo;

- Linha de Cuidado Assistencial;

- Metodologia Científica;

- Encontro Presencial - Apresentação de TCC.​

 

CARGA HORÁRIA

O curso tem carga horária de 360 horas (Alunos do programa Qualifica Unimed têm carga horária reduzida em 40%).

 

MATERIAL DIDÁDICO

Será disponibilizado online no Portal do Aluno o material do curso.

 

CERTIFICAÇÃO

Atende os termos da resolução CNE/CES nº 01 de 08 de junho de 2007.

 

 

INVESTIMENTO


MAIS INFORMAÇÕES

0800 70 21 301 | faleconosco@fundacaounimed.org.br​​ | www.faculdadeunimed.edu.br/pos-graduacao/gestao/gestao-integrada-da-qualidade-saude

 

 

Voltar para o topo

 

 

02. DRG - Grupos de Diagnósticos Relacionados: Governança Clínica, Gestão da Qualidade Assistencial e Codificação

 




PÚBLICO-ALVO

Profissionais que atuam no segmento da saúde, que tenham interesse de atuar profissionalmente como gestor em saúde ou codificador de informações assistenciais, utilizando a metodologia DRG para governança clínica.

É interessante possuir conhecimentos básicos em processos assistenciais e/ou administrativos hospitalares.

 

INVESTIMENTO

Valor promocional: verificar no site da FCM-MG.

 

COORDENAÇÃO

Renato Camargos Couto

• Doutor em Medicina – UFMG

• Professor Adjunto da Faculdade de Medicina da UFMG

• Professor e coordenador da linha de pesquisa de Epidemiologia e Garantia de Qualidade de Assistência do Curso de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Infectologia e Medicina Tropical – UFMG

• Sócio-Diretor do Instituto de Acreditação e Gestão em Saúde – IAG Saúde

• Co-Fundador do DRG Brasil

 

Tania Moreira Grillo Pedrosa

• Doutora em Medicina – UFMG

• Mestre em Medicina em sistemas de certificação da qualidade em saúde – UFMG

• Especialista em Clínica Médica – UFMG

• Especialista em Saúde Ocupacional – UFMG

• Sócia-Diretora do Instituto de Acreditação e Gestão em Saúde – IAG Saúde

• Co-Fundadora do DRG Brasil

 

OBJETIVOS

Entender a metodologia DRG (Diagnosis Related Groups - Grupos de Diagnósticos Relacionados) e suas aplicabilidades no sistema de saúde brasileiro.

 

CRITÉRIO DE SELEÇÃO

Análise curricular e justificativa de interesse pelo curso.

 

CARGA HORÁRIA E MODALIDADE DO CURSO

414 horas na modalidade de ensino à distância.

Duração: 18 meses.

 

MAIS INFORMAÇÕES

31) 3248-7215 ou 7186 | posgraduacao@feluma.org.br | www.cmmg.edu.br/cursos/pos-graduacao-em-drg-diagnosis-related-groups-governanca-clinica-gestao-da-qualidade-assistencial-e-codificacao

 

--

 

*** INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

 

TENDÊNCIAS DO MERCADO

A metodologia DRG - Diagnosis Related Groups (Grupos de Diagnósticos Relacionados) foi concebida em na Universidade de Yale ao final da década de 60 e já está há anos em uso por governos, hospitais e operadoras em países da América do Norte, de toda a Europa ocidental, da África (África do Sul), da Ásia e da Oceania. 

No Brasil, desde meados de 2011, o DRG foi adaptado aos códigos de saúde brasileiros da Saúde Suplementar e do Sistema Único de Saúde (SUS), e vem sendo aplicado, de maneira progressiva, por operadoras e hospitais em todas as regiões do País.

Nesse contexto, o tema da necessidade de mudança do modelo remuneratório e assistencial na saúde brasileira vem sendo abordado por especialistas de forma frequente, e por isso os profissionais com experiência em DRG devem estar aptos a gerenciar essa mudança.

Dessa forma, o mercado que se abre diante de um profissional especializado em “DRG - Governança Clínica, Gestão da Qualidade Assistencial e Codificação” é de franco crescimento e caracterizado por uma geração cada vez ampla de postos de trabalho.

 

IMPORTÂNCIA DA PÓS-GRADUAÇÃO EM DRG

Tendo em vista o crescimento da utilização da metodologia DRG nas organizações, os profissionais precisam se preparar para a prestação de serviços com a aplicação do conhecimento nessa área – que é bastante específico em sua natureza.

Além disso, temáticas relativas à formação de grupos de diagnósticos relacionados e proposição de ações assistenciais e econômicas a partir da análise dos dados obtidos não são profundamente abordadas nos cursos de graduação na área da saúde no Brasil.

Portanto, a pós-graduação se mostra como uma oportunidade excepcional para a apropriação de conhecimento técnico sobre o tema.

 

DIFERENCIAIS QUE O ESPECILISTA EM DRG TERÁ NO MERCADO

O profissional deve conhecer do negócio de saúde, tanto no âmbito assistencial quanto no econômico (conceitos básicos da assistência ao paciente; formas de remuneração entre operadoras da saúde suplementar e prestadores de serviços de saúde, entre outros.)

Mais ainda, o profissional que for apto a realizar uma análise contundente de dados oriundos do DRG, e propor ações de melhoria da gestão (diminuição de custos) e da assistência (aumento da segurança do paciente) a partir desses dados, certamente se destacará.

 

SOBRE O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

O aluno irá ter contato aprofundado com tópicos pouco explorados nos cursos de graduação em saúde, como Codificação Internacional de Doenças (CID) e o método de formação dos DRGs (Grupos de Diagnósticos Relacionados).

É importante destacar que, além de instruir sobre a codificação dos DRGs, a pós-graduação também aborda o uso dessa metodologia para a governança clínica e a gestão da qualidade assistencial nas organizações de saúde. Trata-se da transformação efetiva da informação em ação.

 

PORQUE É RELEVANTE SER A 1ª PÓS-GRADUAÇÃO EM DRG DO BRASIL

A FELUMA percebeu as discussões cada vez mais frequentes, tanto na mídia quanto em eventos científicos e publicações da área, sobre o movimento de mudança dos modelos de remuneração na saúde e os novos métodos de avaliação da qualidade assistencial.

A partir daí, existe a necessidade de preparar profissionais capacitados para gerenciar essas mudanças, que é o que se propõe nesta pioneira pós-graduação.



 

Voltar para o topo